Monte das Oliveiras
anuncieaqui

Lobisomem no Metrô | Estância Turística de Joanópolis - SP

Joanópolis

Serviços

Notícias

Lobisomem no Metrô
Imprensa
Enviado por Valter Cassalho   
Qui, 02 de Dezembro de 2010 00:00
Um lugar paradisíaco, a pouco mais de 100 km da Capital, Joanópolis é uma cidade importante para o abastecimento de água de São Paulo, com nascentes e a represa do Sistema Cantareira com espelho d'água de aproximadamente 50 km². Também possui uma das maiores reservas de mata nativa do Estado e um clima ameno, com temperatura média anual em torno dos 16ºC. Mas, ao lado de Roswell, nos EUA, que para muitos é a cidade em que caiu um disco voador, em 1947; Varginha, em Minas, que também passou a ser conhecida a partir de 1996, quando um ET teria aparecido por lá, ou mesmo Brasov, na Romênia, cidade do Conde Drácula, a terra de Vlad, ‘o empalador'; ou Edimburgo, na Escócia, conhecida por seus fantasmas, Joanópolis, uma Estância na Serra da Mantiqueira, é conhecida como a terra do Lobisomem, patrimônio imaterial da cidade.

Uma parada no Lafaiete, para descansar

Na estrada que liga Piracaia e Joanópolis, km 3, fica o Alambique do Lafaiete. É o próprio Lafaiete, que fabrica a cachaça Piracaia, quem costuma receber os clientes, no imenso e arejado galpão decorado e rodeado de enormes tonéis. Ultrapassando o salão chega-se a um pátio de grama bem aparada em que passeiam soltos pavões, perus, galos e galinhas.

A caipirinha (uma das mais pedidas é a que leva manjericão e hortelã) e nozinhos de queijo são grátis. Lafaiete recebe como se estivesse em casa, batendo papo. Se quiser, o cliente pode até comprar um litro de cachaça para levar para casa.

Então, senta que lá vem história

As históras são parecidas. Noite alta, alguém vagando sozinho pela cidade encontra um cachorro grande e peludo que uiva e assusta o passante. Este, foge em desespero.

Ouvindo muitas histórias dessas, a folclorista Maria do Rosário de Souza Tavares de Lima levantou material suficiente para defender tese de mestrado na Escola do Folclore de São Paulo. Ele fez pesquisas em Joanópolis e ajudou a tornar a cidade ‘Capital mundial do Lobisomem'. Em 1983 o jornal O Estado de S. Paulo publicou uma matéria a respeito e ajudou a espalhar o mito, que seria reforçado depois até por uma campanha publicitária da cadeia multinacional de fast food McDonald's.

A cidade abraçou a ‘causa' e várias ações vêm sendo desenvolvidas nesse sentido. Camisetas, ímãs para geladeira, chaveiros e figuras do Lobisomem são confeccionadas por artistas de Joanópolis e vendidas aos turistas. Existe uma Associação dos Criadores de Lobisomens, cujo presidente é Valter Cassalho, professor e historiador da cidade, jornalista, folclorista e membro da Comissão Paulista de Folclore (Ibecc/Unesco) e da Associação Brasileira de Folclore.

Um alambique da cidade passou a vender a cachaça ‘Repelente de Lobisomem'. No caminho para o principal ponto turístico de Joanópolis, a Cachoeira dos Pretos, pode ser encontrado o ‘Vinho do Lobisomem'. Pratos foram criados, como o ‘Comidinhas de Lobisomem', baseado na alimentação tropeira do século 19, que nada mais é do que uma bela galinhada, feita no fogão de lenha, com sabor de tradição e história.

Fonte: http://www.metronews.com.br/metro_news_/f?p=287:3:472382321877711::::P3_ID_NOTICIA,P3_ID_CADERNO:26140,982

 
Valter Cassalho
Professor e historiador da cidade de Joanópolis, jornalista, folclorista e membro da Comissão Paulista de Folclore (Ibecc/Unesco) e Associação Brasileira de Folclore. Atual presidente da Associação dos Criadores de Lobisomens.

Mostrar outros artigos desse autor: